no encontro marcado

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."

Fernando Sabino

quarta-feira, 10 de março de 2010

e a palavra é...PERSISTÊNCIA!

...salve, salve!

Recorri ao dicionário para confirmar o significado daquela palavra apenas para me certificar do quão importante ela se faz na vida de um ser.
Digo isto com firmeza: é de uma profundidade inexorável e no sentido literal da palavra. Devemos ser duros, firmes, implacáveis quando se tratar da execução de uma atividade e percebi isso no âmbito artesanal. Não podemos nem devemos desistir nunca, foi o que aprendi num curto espaço de tempo entre os últimos posts.
Escrevi sobre a fat bag. Nossa, quanta sinceridade ao dizer que não havia conseguido e que havia até chorado. Fato!
Hoje me sinto realizada...Consegui fazer a danadinha, "inha" mesmo, pois ficou pequenininha.
Pena que não consegui com o gráfico da Samanta, devido à espessura da linha, acho, mas consegui. Fiz por um do Maravilhas do Crochê.
Outro quebra-cabeça foi forrar...ixe!!!! Fiz do meu jeito, mas fiz, seguindo orientações do blog da Teteu.
Resumindo, estou feliz demaisssssssss!
Tomara que minha sobrinha gatona goste, pois foi feita com carinho, dedicação, amor e...esquecí: persistência!
Quem ama persiste ou quem persiste é porque ama?!
Tem pano pra manga...rss

segunda-feira, 8 de março de 2010

por enquanto...

...nada de minha autoria, mas garanto que já fiz inúmeros trabalhos.
Pena não ter uma câmera ao meu dispor, mas darei um jeitinho. Enquanto isso, não deixem de se maravilharem com tanta coisa linda clicando nos links dos blogs.

quanta coisa linda

...fico maravilhada com tanta coisa linda!
Sinto vontade de tentar fazer todas estas artes...
Alguém sente o mesmo?

que decepção...

Nossa! Quase não acredito que não consegui fazer uma coisa tão linda e que tantas artesãs dizem ser tão fácil: a fat bag.
Tenho até vergonha em dizer, mas sou sincera...já chorei um tantão até.
O mais incrível é que namorei tantas vezes o gráfico da Samantha, vi e revi (trevi, quadrevi..rss) ao vídeo que a Elaine fez, mas não teve jeito! Aff!!!!
"E agora?" Pensei. Desisto? Se eu não a fizer, não conseguirei mais nada, admito!
Eu até que comecei bem e, quando o trabalho já estava bem adiantado, vi que havia feito com uma só linha e em "pa", o que contradizia o gráfico e as orientações das colegas. Desmanchei tuuuuuudo... Fiz outra vez com linha dupla, e no ponto rosa...desmanchei de novo!
O que acontece é que iniciando com 16 corr. ele ficava pequeno demais e dava para perceber que iria ficar bem pequenina a bolsa. E tentei fazer maior, iniciando com 32 corr., mas não sabia até onde aumentar.
Ai, que sofrimento...
Será que posso tentar novamente com "pa" e com linha dupla ou o que vocês acham?